sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Longínquo

Trás-os-Montes

Mais que longínquo, longe.
Amado, admirado, odiado e pretendido, destino de obrigação e incompreendido.
De contrastes, de dor e de paixão.
Franco, Sincero, Agreste e ENORME, como os seus horizontes.

3 comentários:

trepadeira disse...

Deitando-me a adivinhar,já por lá não vou há tempo demais,parece tirada do alto de Bornes.
Um abraço,
mário

smvasconcelos disse...

Linda!, a foto, e a paisagem!
E a tua descrição é consonante.:)
bjs,

Pedro Sampaio disse...

Para mim, esta fotografia foi tirada do alto da Senhora da Graça...
Excelente.