quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Catálago CIN

Assim, todas em linha, coloridas, de gosto discutível mas muito variado. Estas casinhas estão mesmo em frente ao mar, na praia dos pescadores de Vila Chã. Uma aldeia piscatória com tudo o que isso contém. E persiste!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Dourado de sol cinzento

Mesmo a preto e branco se pode apreciar uma infinidade de cores, profusão de tonalidades e escalas da mesma cor. Os objectos ganham outro significado e os reflexos são mais nostálgicos, atiram-nos para outros tempos. Uma fotografia a preto e branco é uma mistura de sensações e de estados, mas, se bela, é-o assim ainda mais. Não sei se é este o caso.
Detalhes:
Distância focal: 18 mm
Abertura: F/8
Tempo de exposição: 1/1250 seg

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Aglomerado

...conjunto de peças, cruzamento de variedades, algumas improváveis, gotas de água acumuladas, suportes de verdes resplandecentes. Vasos de flores viçosas contrastando com ramos secos e ervas daninhas. É assim, o balanço é sempre a soma das partes e o todo é o que se usufrui.

domingo, 26 de setembro de 2010

As coisas simples

...são assim, tocam-se, sentem-se, são fáceis, não precisam de marca nem de autor e sabe tão bem apreciá-las.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Verde em águas rápidas

Do ribeiro de Pedome, pinceladas do verde dos rabassóis, que de adultos tombaram perante a impiedosa vontade da mais fresca e cristalina água, nesta altura do ano rápida, do ribeiro de Lamadeiras, ao lado do moinho do Almeida, claro.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O Tempo

O tempo é um conceito volátil. O seu peso varia consoante a idade a que se mede. Bebe-se sofregamente, mastiga-se languidamente, suporta-se ou venera-se de acordo com a esquina com que com ele se cruza. Aos vinte anos fala-se de vinte anos atrás como se fosse uma eternidade, aos quarenta como se fosse o ano passado e aos sessenta como se fosse daqui a um mês.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Triângulo

Triângulo é o nome de um filme que vi recentemente. O argumento baseia-se num naufrágio de um iate onde viajavam um grupo de pessoas e o seu resgate por um navio. Um pouco colado à saga do obscuro navio fantasma, o que mais me impressionou neste filme foi a abordagem tipo carrossel. As personagens têm vários "eus", vivendo várias vezes as mesmas coisas, tentando corrigir o que fizeram mal anteriormente e, tragicamente para uns, menos para outros, nunca chegando aos resultados pretendidos. Fica aqui um atalho para a crítica: http://www.imdb.pt/title/tt1187064/

domingo, 19 de setembro de 2010

Notícias de Ontem

Já quase ninguém liga, o tempo estava para outras andanças, no entanto, os periódicos, que disso vivem, lá faziam questão de lembrar que hoje haveria derby. Fraquinho por sinal, assim vão os tempos. A bola e as scuts e com papas e bolos se enganam os tolos.

sábado, 18 de setembro de 2010

Alimento

O principal, a base da alimentação e os outros às vezes ainda mais essenciais, embora esbatidos, menos nítidos mas sempre necessários.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

À Noite

A maravilha do tripé, com um tempo de exposição adequado, o produto final é uma agradável luz nocturna mais intensa até que a real. O azul do céu com a lâmpada do poste a sinalizar o início do horizonte. A calma, tranquila e adorável noite de Pedome. Mais uma para noctívagos e sonhadores.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Esperança

Sempre gostei de fotos de escadas com pouco luz, da ténue luminosidade artificial, do ar frágil do ambiente e dos contrastes dos elementos. Esta, fica com uma mensagem de esperança. Depois de uma porta fechada surge uma escada aliciante. Assim seja.

Passeio

Embora a foto tenha pouca nitidez, principalmente porque se trata de um recorte de um cenário mais geral, gosto muito dela, por isso a pus aqui. Dá uma sensação de liberdade, despreocupação, evasão e sempre com um ar nostálgico que o preto e branco e essa falta de nitidez lhe aportam. Não sei, é só a minha opinião, fica sujeita à crítica.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

A casa da luz Vermelha

Imponente deve ser viver num lugar assim e sentir-se o rei do Mambo ou do tórrido ninho de vespas.
Abaixo fica o resto do supositório.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Sub-chefe

Contorna-se a questão, não se vai ao essencial, insinua-se sem se concretizar, diz-se sem se assumir, fácil, sem responsabilidade e sem culpa. Mas não sem mácula. Assim, como por parasitismo, se ocupa o melhor dos miradouros, onde se alcança a melhor vista, se desfruta e depois como paga se deixa umas bostas. Coitado do "pombo" a culpa é da "estátua" que se pôs a jeito.

sábado, 11 de setembro de 2010

Glória

Trata-se de um arco, com uma tocha a arder em permanência, exactamente por cima da rua, em pleno bairro gótico em Barcelona. À esquerda, duas colunas baluartes de um suposto edifício gótico. A combinação dos elementos com o azul do céu em fim de tarde trouxeram-me a ideia para o título: Glória.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A Mitra

Mitra, touca, corpete ou tudo o que a imagem nos sugira ao livre arbítrio da imaginação de cada um. E, assim, entalhado numa parede, na parte superior de uma entrada.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

sexta-feira, 3 de setembro de 2010