terça-feira, 18 de março de 2014

Um dia




Não preciso o mundo possuir
Ter dos arsenais o controlo total
Nas mãos abarcar o por do sol
Ser dono do casino que é a vida

Gestor de um bordel transfronteiriço
onde se aliviam mágoas
e se atiçam fráguas

Não quero dominar a primavera
Da lua retirar o brilho
Nem o sol suster no horizonte

Para quê o Mundo possuir
Se um sorriso na tua cara
vale o mundo?

8 comentários:

Suzete Brainer disse...

A vida é um dia e quando

preenchido pelo amar,

é todo poesia...

E o todo no sorriso da tua

amada,poeta...

Bj.

© Piedade Araújo Sol disse...

o poder de um sorriso!

belo e terno poema!

beijos

:)

Pérola disse...

Parece-me já teres tudo e ainda mais.

beijos

Lune Fragmentos da noite com flores disse...

Perante tal declaração de afecto, como resistir ?
Convenceste, certamente. E feliz!

Alda Luisa Pinheiro disse...

...afinal é tão fácil...! Lindo! :-)

trepadeira disse...

Vem Abril e havemos de sorrir.

Abraço,

mário

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Seja a vida um casino que temos, seja um bordel transfronteiriço que regemos, sejam todos os lábios oferta dos deuses, será sempre um beijo, aquele beijo, aqueles lábios, que nos trarão a felicidade e o sorriso que nada mais poderá trazer...

Abraço

Anónimo disse...

Linda declaração de amor!
Um abraço,