quinta-feira, 16 de maio de 2013

Flor de Fruto



Se flor fosse, seria laranja
Oriunda do perfume intenso
Agora já fruto colorido
Surgido entre as tuas pétalas

Em casca rugosa cresceria
Que lisa e perfeita não é vida
Redonda seria como a lua
Cheia, em quartos dividida

Daria sumo que refresca a sede
Vitamina que anula a dor
Frescura em sol intenso
Cor, vida, sentimento

Se fruto for serei amora
Silvestre, nascida entre os espinhos
Adornada por flores de giestas
Colorida e intensa como a noite

4 comentários:

Lídia Borges disse...


Em Maio, há promessas coloridas suspensas, por aqui e por ali, à espera de quem as veja fruto, além.


Um beijo

deep disse...

Quase sentimos o aroma e o sabor dos frutos. Belos - poema e foto. :)

trepadeira disse...

Para a delicadeza do poeta também as flores de laranjeira podem dar amoras.

Abraço,
mário

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Uma ode primaveril e vitaminada de graciosidade e amor :)

Um abraço