quarta-feira, 30 de setembro de 2015

À noite


À noite, ao som das estrelas que livres vagueiam no seu caminho infinito, corre, debaixo de um manto de encanto, um rio que atravessa o paraíso.
À noite tudo existe, porque a noite é liberdade.

6 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

a noite é liberdade no sonhar e em tudo o mais.
muito bela a imagem e as palavras.
beijo
:)

Lídia Borges disse...


Reflexos que cintilam na paisagem pela mão do poeta.



Um beijo

Lídia

deep disse...

A noite pode limitar-nos os movimentos do corpo, mas propicia os da mente.

Bj

Odete Ferreira disse...

A noite permite um olhar mais perscrutador...
Belo texto para uma paisagem que enfeitiça o olhar.
Bjo, Armando :)

Mar Arável disse...

Noites claras

Abraço poeta

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Bonitas palavras que complementam a imagem deste Douro intemporal!
Abraço