quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Um Traço


Um traço
Uma linha de tempo
Uma silhueta reflexo do sonho
O sopro de um sentimento retraído

O fôlego
Os pingos de chuva
Silvos do vento nos pinheiros
Sinfonia de acordes que perduram
Ao ritmo da vontade incontrolável

O tudo
O tempo
O nada mais interessa


E tudo condensado num sorriso

6 comentários:

trepadeira disse...

Toda a beleza da natureza num poema.

Abraço,

mário

© Piedade Araújo Sol disse...

momentos eternizados em nós...

memórias que ficam...

:)

Lídia Borges disse...

Um sorriso que contem a música do poema na pauta de um outro tempo.


Muito belo!


Obrigada

Suzete Brainer disse...

Um traço em afeto

que permanece

iluminado num sorriso...

Belo e tocante!

Gostei da imagem que aprofunda

o sentido do poema...

Canto da Boca disse...

Para que mais, se toda a vida, se todo o tempo estão contidos num sorriso? Se toda a emoção escorre do verso?

;))

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Há aqui uma espécie de suspensão, de avanço e calma, de voragem e de reter o momento!... Talvez seja o sorriso :)

Um abraço